julho 16, 2024
16/07/2024

Alunos da Rede Municipal de Niterói expõem projetos dos 450 anos no Museu Janete Costa

Telegram
Facebook
WhatsApp
Twitter
Obras ficam em cartaz até domingo (3/11) e cinco projetos foram selecionados pelo museu para permanecer em exposição
 
Celebrando os 450 anos de Niterói, estudantes da Rede Municipal de Educação são os principais artistas a expor no Museu Janete Costa de Arte Popular, no Ingá. Foi aberta nesta terça-feira (27), a exposição dos Projetos Educacionais Instituintes realizados por 68 escolas da Rede Municipal de Niterói em 2023. A iniciativa faz parte do calendário de eventos da Semana da Educação, promovida pela Secretaria Municipal de Educação (SME) e a Fundação Municipal de Educação (FME). As obras ficam em cartaz até domingo, dia 03 de dezembro, e cinco projetos foram selecionados pelo museu para permanecer em exposição durante um mês.A exposição dos Projetos Educacionais Instituintes resgatam a história, memória e belezas de Niterói, celebrando o marco histórico dos 450 anos. Os trabalhos foram desenvolvidos ao longo de todo ano por cerca de 25 mil estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), culminando na exposição aberta nesta terça-feira. No museu, estão sendo apresentadas esculturas, quadros, fotografias e outras intervenções que retratam o olhar dos alunos para a cidade. Além disso, a programação ainda conta com exibição de vídeos e apresentações orais.

“Este ano, estamos mobilizando cerca de 25 mil crianças e adolescentes nas celebrações de aniversário da nossa cidade. Os projetos são importantes para reforçar o sentimento de pertencimento, além de valorizar a cultura e a memória do nosso município. Essa exposição reafirma a potência da escola pública, mostrando que os estudantes podem, sim, chegar onde quiserem”, declarou Bira Marques.

Esta é a 9ª edição dos Projetos Educacionais Instituintes, cujo objetivo é melhorar a qualidade da Educação Básica em Niterói e fortalecer os projetos político-pedagógicos das unidades municipais. O processo teve início em abril deste ano, com a divulgação do edital, seguido de um período de inscrições e a avaliação dos projetos, de acordo com os Referenciais Curriculares da Rede Municipal de Niterói.

“A autoria já é uma marca dos nossos projetos instituintes, já que eles se instituem a partir do chão da escola. Este ano, estamos ocupando o museu, não como visitantes, mas mostrando o que os alunos produziram em sala de aula. Em todos eles é possível ver um pouco dos 450 anos da nossa história”, afirmou a subsecretária de Desenvolvimento Educacional, Ana Schilke.

Um dos trabalhos que mais chamou atenção foi feito por Nycollas Rodrigues, aluno do 5º ano da Escola Municipal Adelino Magalhães (Engenhoca). Ele reproduziu a estátua de Araribóia, utilizando fios recolhidos na rua.

“O meu irmão fazia uns bonecos e depois desistiu. Eu ficava observando e comecei a fazer pessoas, animais e outros objetos. Estou muito feliz, não imaginava ver o meu trabalho aqui no museu” disse Nycollas.

A escultura do Nycollas foi uma das cinco selecionadas pela direção do Museu Janete Costa para permanecer em exposição durante um mês. Os outros foram: “Portal ancestral” (E.M Honorina de Carvalho), “Uma janela para o mundo” (Umei Jacy Pacheco), “Cada um é de um jeito, cada jeito é de cada um” (Umei Gabriela Mistral) e “Jardim sensorial” (Umei Maria Luiza da Cunha Sampaio).

Os Projetos Educacionais Instituintes ficam expostos até o próximo domingo, 03 de dezembro, das 10h às 17h. O  Museu Janete Costa fica na Rua Presidente Domiciano, 178, Ingá. A entrada é franca.

Curtas – A programação da Semana da Educação contou, ainda, com a Mostra de Curtas de Animação, no auditório do Instituto de Física da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Campus da Praia Vermelha. A mostra, que reuniu produções realizadas por escolas da Rede Municipal de Niterói, contou com a presença de alunos, professores e funcionários de diversas unidades. Os curtas foram desenvolvidos pelos alunos e profissionais das Unidades de Educação em sala de aula, com a técnica conhecida como stop motion. Os resultados foram exibidos ao longo do dia, com direito a pipoca na sessão de cinema.

Vinkmag ad
Telegram
Facebook
WhatsApp
Twitter