julho 24, 2024
24/07/2024

Apoio fundamental ao aleitamento materno equipes comprometidas oferecem suporte e orientação às mães

Telegram
Facebook
WhatsApp
Twitter
Apoio fundamental ao aleitamento materno equipes comprometidas oferecem suporte e orientação às mães

Na Maternidade Municipal Dr. Mário Niajar, localizada em Alcântara, a importância do aleitamento materno é enfatizada para todas as mães que dão à luz em suas dependências. Diariamente, médicos pediatras, enfermeiros e técnicos visitam as enfermarias, não apenas para oferecer orientações, mas também para compartilhar conhecimentos, estimular e oferecer apoio emocional, com o objetivo de facilitar ao máximo o processo de amamentação.

A meta é que as mães alimentem exclusivamente seus bebês com leite materno até os seis meses de idade. Para isso, são realizadas visitas a cada leito, onde são ensinadas técnicas de amamentação e fornecido suporte para superar possíveis desafios, como fissuras no mamilo, mamilo plano ou invertido, pega incorreta e traumas psicológicos associados a experiências passadas. Além disso, as mães são encorajadas a esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir.

“Estamos presentes em todas as enfermarias e disponíveis ao longo do dia para ajudar. Se as mães enfrentarem qualquer dificuldade, basta chamar nossa equipe, que estará pronta para oferecer suporte. Muitas vezes, elas só precisam de orientação correta de um profissional qualificado. Ensinamos a maneira correta, ressaltando que a amamentação deve ser uma experiência prazerosa, pois o bem-estar do filho depende disso. Quando necessário, encaminhamos para apoio psicológico e assistência social”, explica a enfermeira Regina Carreira.

Kayllane da Silva Oliveira, uma jovem mãe de 20 anos e dona de casa, enfrentou dificuldades ao amamentar seu primeiro filho, Ravi Emanuel, devido ao mamilo plano. “A enfermeira me mostrou como proceder e posicionar o bebê para melhorar a respiração. Já está fazendo diferença. Após a amamentação, farei massagem para evitar machucados no mamilo. Não tinha conhecimento disso antes. A orientação foi fundamental. Talvez, sem ela, teria desistido de amamentar”, compartilha Kayllane.

O leite materno é essencial para os bebês e pode ser oferecido exclusivamente até os seis meses de vida.

“Nossa equipe se esforça ao máximo para evitar o uso de leite artificial como complemento. Destacamos a importância do leite materno como fonte completa de nutrientes, transferindo anticorpos maternos para proteção da criança. Não há substituto melhor que o leite materno. Ele promove a qualidade de vida do bebê e da mãe, reduzindo o risco de câncer de mama e auxiliando na recuperação pós-parto. A orientação adequada faz toda a diferença”, destaca a diretora médica da maternidade, Dra. Adriana Freire.

Yane Paixão de Carvalho, 22 anos, também precisou de ajuda após dar à luz Liz Paixão de Carvalho. “Estou tendo dificuldades em amamentar. Apesar de ser minha segunda filha, não pude amamentar a primeira, que faleceu muito jovem. É uma experiência nova para mim. Estou tentando, mas ela não está pegando. Preciso de suporte. As mães ficam nervosas e, nesses momentos, toda ajuda é bem-vinda”, expressa Yane.

O aleitamento materno é o primeiro passo para uma alimentação saudável, e é essencial apoiar, proteger e incentivar. Uma rede de apoio sólida é fundamental para as mães.

“O leite materno é o alimento mais completo para o bebê. Aqueles que são amamentados têm melhor saúde e enfrentam menos doenças. Portanto, realizamos esses encontros de incentivo ao aleitamento na maternidade. Esse trabalho resulta em menos visitas médicas e internações”, enfatiza o secretário de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo, Dr. Gleison Rocha.

Vinkmag ad
Telegram
Facebook
WhatsApp
Twitter