julho 13, 2024
13/07/2024

Não vou deixar o Rio se transformar num centro de São Paulo, diz Eduardo Paes

Telegram
Facebook
WhatsApp
Twitter
Não vou deixar o Rio se transformar num centro de São Paulo”, diz Eduardo Paes

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), declarou na manhã desta quinta-feira (23) que não permitirá que a cidade se transforme em um “centro de São Paulo, numa Cracolândia”. A afirmação foi feita durante o evento de entrega das obras de Revitalização do Cais do Valongo, no centro da capital fluminense.

Sob a orientação do médico sanitarista e secretário municipal de saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz (PSD), Paes revelou que a administração municipal está elaborando um plano para auxiliar os dependentes químicos que recusam acolhimento. O prefeito ressaltou que não ficará passivamente diante das pessoas “morrerem nas ruas por drogadição” e reiterou que a situação vivida por dependentes químicos na Cracolândia, em São Paulo, não deve ser normalizada.

O plano em questão visa a internação compulsória de usuários de drogas que vivem nas ruas do Rio de Janeiro. Na terça-feira (21), Paes anunciou que a prefeitura solicitou a preparação de uma proposta para viabilizar essa medida. O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, afirmou que o programa será permanente, realizado em unidades próprias do município e supervisionado por profissionais de saúde especializados em tratamento de dependência química. Ele também destacou que critérios serão estabelecidos para as internações.

É importante notar que a internação compulsória de usuários de drogas não é recomendada por órgãos internacionais. O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) afirmou em relatório que o tratamento compulsório de drogas é antiético, ineficaz para melhorar os resultados da saúde e segurança pública, e está associado a impactos negativos em relação à reincidência criminal e ao uso de drogas.

Vinkmag ad
Telegram
Facebook
WhatsApp
Twitter